JOSEPH HECHT

A Imigração Suíça no Brasil I819 – 1823 (descrita por um participante) Tradução: Armindo Müller

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando as guerras napoleônicas terminaram a Europa estava arrasada. Em toda a parte reinava o desemprego, miséria e fome. O rei D. João VI havia fugido de Portugal para o Brasil. O governo suíço procurou enviar famílias carentes para que aqui se estabelecessem. Joseph Hecht se mostra um atento observador e conta, com riqueza de detalhes, como foi tudo isto. Veio acompanhado de dois filhos, um dos quais aqui faleceu e o outro não quis retornar. Quatro anos depois o pai volta sozinho, mas escreve o que aqui viu e sentiu. O tratamento desumano dado aos escravos, que eram tratados quase como animais, é o que mais o impressiona. Descreve ainda a fauna, a flora, a geografia, as pessoas e os costumes dos habitantes com muitos e interessantes detalhes

 

Tamanho:14 x 21 cm, 152 páginas

Capa: Impressão em cores

Miolo/impressão:Impressão em preto e branco

Acabamento:Capa em papel cartão com lombada quadrada e orelhas

Coordenação do projeto:Antônio Ambrósio

Capa diagramação:Pablo Massolar

Composição:Missão Primícia

Preço:20