A saga de Nova Friburgo -

Biblioteca Estadual e Universitária, Fribourg(CH), Associação Fribourg-Nova Friburgo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Em 1817, quando o rei Dom João VI se lança numa política audaciosa de desenvolvimento econômico e social, ele deseja, para povoar suas terras, " homens livres e não mais escravos". Vivendo com dificuldade e às vezes na miséria, os emigrantes suíços não eram no entanto tão livres assim. Eles encontraram a força moral para inventar um novo futuro, abrir-se a uma outra cultura e criar um novo mundo. Tal como a Suíça, Nova Friburgo surgiu de uma forma dolorosa, as vezes marcada pelo sangue, mas foi este o preço que ela pagou para se tornar a "Princesinha da Serra". A função da história não é somente a de cultivar nossa memória; ela também deve perrnitir-nos agir sobre o futuro. O exemplo dos fundadores de nossas duas comunidades, a Suíça e Nova Friburgo , existe para nos lembrar que o futuro começa em nossas mentes. Temos primeiramente que retirar do nosso espírito , a dúvida, o medo do futuro, o egoísmo e a tentação de nos fecharmos em nós mesmos. Precisamos, ao contrário, desta garra de viver que anima os primeiros colonos de Nova Friburgo; temos que inspirar-nos em seus espíritos de aventura, de suas aberturas para o mundo e de suas criatividades. Agora, devemos criar bases para o nosso futuro. Tanto os jovens de Fribourg quanto os de Nova Friburgo, têm um magnífico desafio a cumprir: o de prosseguir e reforçar a amizade entre os dois povos que há 20 anos começou”. Augustin Macheret

 

Tamanho:21,5 x 27cm, 40 páginas; il.

Capa:Impressão em cores

Miolo/impressão:Impressão em cores, brochura

Acabamento:Capa em papel cartão

Edição:1ª Edição, 1998